fbpx
Pular para o conteúdo

A arte final não inclui a marca d’água do DentalPosts.

[product_navigation]

Post 074

R$5,50

Este conteúdo faz parte do site DentalPosts. A cópia e uso (total ou parcial) sem a respectiva compra constitui USO INDEVIDO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, passível de punição nos termos da lei, incluindo multa e detenção. Seu IP foi registrado e poderá ser utilizado para fins legais em caso de uso indevido deste conteúdo.

– A arte é entregue sem a marca d’água do DentalPosts.
– As cores da imagem e a posição da sua personalização são as mesmas que você vê nesta amostra.
– Os posts não são entregues sem personalização.

Texto com 340 palavras

Ninguém deseja chegar ao dentista e descobrir que uma extração – a remoção de um dente – precisará ser realizada. Hoje em dia a indicação para a extração dentária é cada vez menos frequente e só acontece em último caso, em situações bem específicas. E, mesmo quando é necessário fazer a extração, o desconforto costuma ser muito menor do que há alguns anos.

Tenha em mente que nem toda dor de dente leva à extração. Muitos casos podem, e devem, ser tratados. Como a extração é um procedimento cirúrgico irreversível, seu dentista vai fazer o possível para restaurar seu dente e mantê-lo em sua boca.

Há, porém, algumas situações em que não é possível conservar o dente – e a extração faz-se realmente necessária. É o caso, por exemplo, quando as cáries são muito extensas a ponto de terem destruído a coroa ou raiz do dente; em situações de grandes traumas; infecção do canal com necrose pulpar; doença periodontal avançada; em alguns casos de fraturas dentárias que comprometem as raízes do dente, entre outros.

Há também situações em que pode ser recomendável extrair um dente por necessidades ortodônticas: quando não há espaço suficiente na arcada para alinhar e nivelar os dentes, ou ainda em casos de dentes supranumerários – que foram formados “a mais” e podem prejudicar outros dentes.

E os dentes do siso – os também chamados popularmente de “dentes do juízo”; os últimos de cada lado das arcadas dentárias – devem ser extraídos? Não necessariamente! Se eles não estiverem ocluídos, nem prejudicarem o alinhamento dos demais dentes, eles podem e devem ser mantidos.

Para prevenir a perda de dentes é imprescindível ter o hábito de fazer a higiene bucal adequada e fazer os acompanhamentos periódicos com o seu dentista, garantindo diagnósticos precoces e a prevenção de uma série de problemas.

Lembre-se: é sempre mais fácil prevenir do que tratar. Um dente que dói, na maioria das vezes, pode ser tratado sem ser removido. Nunca aceite extrair um dente sem receber uma explicação detalhada do seu dentista.

#extraçãodentária #extracaodentaria #saudebucaleparaavida #saudebucal #extrairdente #dentistasemdor

Ninguém deseja chegar ao dentista e descobrir que uma extração – a remoção de um dente – precisará ser realizada. Hoje em dia a indicação para a extração dentária é cada vez menos frequente e só acontece em último caso, em situações bem específicas. E, mesmo quando é necessário fazer a extração, o desconforto costuma ser muito menor do que há alguns anos.

Tenha em mente que nem toda dor de dente leva à extração. Muitos casos podem, e devem, ser tratados. Como a extração é um procedimento cirúrgico irreversível, seu dentista vai fazer o possível para restaurar seu dente e mantê-lo em sua boca.

Há, porém, algumas situações em que não é possível conservar o dente – e a extração faz-se realmente necessária. É o caso, por exemplo, quando as cáries são muito extensas a ponto de terem destruído a coroa ou raiz do dente; em situações de grandes traumas; infecção do canal com necrose pulpar; doença periodontal avançada; em alguns casos de fraturas dentárias que comprometem as raízes do dente, entre outros.

Há também situações em que pode ser recomendável extrair um dente por necessidades ortodônticas: quando não há espaço suficiente na arcada para alinhar e nivelar os dentes, ou ainda em casos de dentes supranumerários – que foram formados “a mais” e podem prejudicar outros dentes.

E os dentes do siso – os também chamados popularmente de “dentes do juízo”; os últimos de cada lado das arcadas dentárias – devem ser extraídos? Não necessariamente! Se eles não estiverem ocluídos, nem prejudicarem o alinhamento dos demais dentes, eles podem e devem ser mantidos.

Para prevenir a perda de dentes é imprescindível ter o hábito de fazer a higiene bucal adequada e fazer os acompanhamentos periódicos com o seu dentista, garantindo diagnósticos precoces e a prevenção de uma série de problemas.

Lembre-se: é sempre mais fácil prevenir do que tratar. Um dente que dói, na maioria das vezes, pode ser tratado sem ser removido. Nunca aceite extrair um dente sem receber uma explicação detalhada do seu dentista.

#extraçãodentária #extracaodentaria #saudebucal #extrairdente #dentistasemdor

R$5,50

[product_navigation]

Conheça também outros posts:

  • Post 166

    R$5,50 Comprar
  • Post 087

    R$5,50 Comprar
  • Post 017

    R$5,50 Comprar
  • Post 118

    R$5,50 Comprar

O que vou receber ao fazer uma compra?

Cada um dos posts inclui:

1. Arte com imagem em alta resolução, personalizada com seu nome e seus dados. A arte final não conterá a marca d’água, nem qualquer referência ao DentalPosts.

2. Texto/Descrição, com informações confiáveis, de alta qualidade e fácil leitura. Conteúdo profissional, com um toque divertido sensível e inteligente, que vai encantar quem ama pets! Média de 300 palavras por texto. Você poderá editá-los, se desejar.

3. Hashtags relevantes, para você se destacar, mesmo para quem ainda não é seu seguidor. Você também poderá editar suas hashtags, se desejar.

Quando vou receber meus posts personalizados?

Após sua compra e confirmação do pagamento, nossa equipe entrará em contato com você para definir a personalização dos seus posts, em até 1 dia útil. Você poderá adicionar sua logomarca (veja as especificações) ou seu nome, CRMV e telefone. Definida a personalização, ela será aplicada a todos os posts comprados por você.

Você receberá, então, um e-mail com todos os posts personalizados, seus respectivos textos e hashtags. Pronto! Você poderá postar nas redes sociais que desejar. Veja este vídeo, que explica como passo a passo como fazer as postagens.

Lembre-se de postar com a maior frequência possível! Isto gera maior sua visibilidade, aumenta o número de potenciais seguidores e favorece o engajamento deles com seu conteúdo!

//